Profissão de baiana de acarajé é oficializada

Postado em

A profissão de baiana de acarajé foi inserida nesta sexta-feira (14) na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) —  que reconhece e descreve as ocupações do mercado de trabalho brasileiro. A partir de agora, as baianas são reconhecidas como profissionais pelo Ministério do Trabalho e podem ter o documento da CBO, que tem o código 5243-15.

Com o documento, as baianas de acarajé poderão assumir a identidade profissional ao fazer documentos como RG e passaporte, ou realizar cadastro como microempreendedor individual. O termo para viabilizar a oficialização da profissão tinha sido assinado em 16 de junho, e foi resultado de ação conjunta do deputado federal Benito Gama (PTB), da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), do Ministério do Trabalho e da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia.

De acordo com a presidente da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam), Rita Santos, a oficialização da profissão vai beneficiar cerca de 3.500 baianas de acarajé. “É uma reivindicação que já vinha fazendo desde 2009, depois que eu não pude me cadastrar como baiana de acarajé ao fazer o meu passaporte. Queriam que eu me cadastrasse como cozinheira, mas eu não sou, sou baiana de acarajé”, afirmou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s