Mulher é morta com 34 facadas após briga com marido, que tentou suicídio: ‘Muito ciumento’

Postado em Atualizado em

Um caso de violência contra a mulher chocou a cidade de Paranaíba, a 406 quilômetros de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, na noite desta quinta-feira (13). Quando os bombeiros chegaram à casa de Danieli dos Reis Miranda, de 20 anos, encontraram seu corpo ao lado do marido, Marcílio, de 36 anos, que tentou suicídio. Ele matou a esposa com 34 facadas, na casa onde moravam. Apesar de ter sofrido muita perda de sangue após ter se esfaqueado na barriga, ele foi encaminhado a um hospital da cidade, onde passou por cirurgia e permanece internado fora de perigo.

danieli-dos-reis-miranda

A vítima cuidava das crianças de um berçário em uma escola infantil e estava casada havia cinco anos, de acordo com uma amiga que preferiu não se identificar. O crime, segundo ela, teria sido motivado porque o homem não aceitava o fim do relacionamento. Eles não tinham filhos.

“Ultimamente estava brigando muito, porque ele era muito ciumento. Eram ciúmes bobos. Ele pensava que ela podia trair ele, sendo que nunca passou isso pela cabeça dela. Era loucura dele. Ele era muito possessivo com ela, mas ela não contava muito sobre o relacionamento. Quando perguntei se ele já havia a agredido, ela disse que não. Mas sei que ela já havia pedido para ele se mudar e queria se separar”, contou a amiga ao jornal “Extra”.

De acordo com o bombeiro Pedro Cabral, de 31 anos, que auxiliou na emergência, um telefonema ao 193 foi realizado por uma pessoa “muito aflita”. No endereço solicitado, a mãe do suspeito estava nervosa, mas sem ferimentos, e apontou a direção de onde a discussão ocorrera há pouco tempo.

“A pessoa (no telefone) falou: “Corre aqui que eles estão brigando”. Quando chegamos, estava tudo escuro, mas tinha um quarto iluminado, onde estavam Danieli e o rapaz, os dois de barriga para baixo, aparentemente desacordados”, disse o bombeiro informando ainda que a Polícia Militar foi acionada logo após ficar constatado que Danieli estava morta.

“Mas ele tinha pulso e estava respirando, então atendemos o paciente e o levamos para a Santa Casa. Uma equipe foi orientada para agilizar o atendimento, visto que ele também perdeu muito sangue”, acrescentou Pedro.

O corpo de Danieli foi velado na casa de velório Pax Vida, em Paranaíba. O enterro aconteceu às 16h dexta sexta (14).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s