Vitória vence Atlético-GO fora de casa, deixa a zona e manda Bahia para o Z-4

Postado em Atualizado em

Em ascensão na Série A, o Vitória voltou a fazer bonito fora de casa no Brasileirão. Na abertura da 12ª rodada, o Rubro-Negro foi a Goiânia e bateu o Atlético-GO por 2 a 1, na tarde deste sábado, 8, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico. Com o resultado, o Leão não apenas deixou provisoriamente a zona de rebaixamento, como mandou o rival Bahia para o Z-4 da competição.

O Vitória chegou a 12 pontos, deixando o Tricolor e o São Paulo (que têm11) para trás. Neste domingo, 9, contudo, o Rubro-Negro pode ser ultrapassado por ambos os adversários, que enfrentam o Fluminense (em casa) e o Santos (fora) respectivamente.

O próximo compromisso da equipe é já nesta quarta-feira, 12, no Barradão, às 21h45, contra o Vasco. Para este jogo, o técnico Alexandre Gallo pode não contar com Willian Farias e Yago, que deixaram o campo ontem contundidos. Os atletas serão reavaliados pelo departamento médico logo após o retorno a Salvador.

750_201778184343169 (1)
Uillian Correia celebra gol que deu triunfo ao Vitória em Goiânia

 O jogo

A partida começou logo com um susto para o Vitória. Mal os times haviam sentido o clima do jogo e depois de um chutão do goleiro do Atlético-GO, Breno Lopes invadiu a área, chutou forte e Thallyson salvou de carrinho. Depois, disso, contudo, o que se viu em Goiânia no primeiro foi um duelo no qual nenhum dos dois times conseguiu estabelecer um domínio.

Com mais posse, o Vitória repetiu a estratégia do Ba-Vi, valorizando os passes e tentando levar as bolas para as laterais, para depois cruzá-las em busca de André Lima na área. A tática não deu certo, com o time errando muitos lançamentos. Já a equipe da casa apostava em erros do Leão e a todo tempo também mandavas bolas para a área. Com Kanu e Ramon firmes na maior parte do tempo, o Atlético-GO pouco criou.

E diante do equilíbrio das ações, o Vitória se sobressaiu graças a qualidade superior individual de seus atacantes. No primeiro grande lance de mais perigo da etapa inicial,.aos 36 minutos, Cleiton Xavier recebe grande lançamento de Patric dentro da área, dominou e tocou para André Lima completar para o fundo do gol. Aos 48, foi a vez de David recebe na ponta esquerda, cortar o marcador e chutar na trave.

O Leão havia perdido Willian Farias, contundido, na etapa inicial, e logo na largada do 2º tempo, viu Yago se lesionar e André Lima pedir substituição após passar mal. Resultado: com 12 minutos o técnico Gallo ficou de mãos atadas, sem poder promover novas mudanças.

E como a luta dos jogadores era grande em campo, a equipe logo cansou e viu o Atlético-GO crescer e dominar as ações, sobretudo em jogadas do ‘mítico’ Walter, que entrou no intervalo. Recuado, o Vitória via o adversário tentar seguidos ‘chuveirinhos’ na área, até que finalmente, aos 23, após escanteio, Roger Carvalho desviou de cabeça e Andrigo enche o pé para empatar.

O time da casa pressionou pela virada por mais uns 10 minutos, mas também cansou e deixou espaços para o contra-ataque. Com a juventude de Davis e Rafaelson em campo, o Leão passou a levar perigo e depois de algumas tentativas, finalmente foi premiado com um golaço de Uillian Corrêa, aos 42. Na jogada, Patric foi à linha de fundo pela direita e tocou rasteiro para trás. David recebeu e tocou para Rafaelson, que fez um corta-luz para o volante invadir a área e mandar uma bomba, garantindo o triunfo Rubro-Negro.

ATLÉTICO-GO 1×2 VITÓRIA

Atlético-GO: Felipe Garcia; Eduardo (Jonathan), Roger Carvalho, Eduardo Gabriel e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Silva (Niltinho), Andrigo, Luiz Fernando e Breno Lopes (Walter); Everaldo

Técnico: Doriva

Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Ramon e Thallyson; Willian Farias (Fred); Carlos Eduardo, Cleiton Xavier e Yago (Uillian Correia); David e André Lima (Rafaelson)

Técnico: Alexandre Gallo

GOLS: André Lima, aos 36 minutos do 1º tempo; Andrigo, aos 23, e Uillian Corrêa, aos 42 minutos do 2º tempo;

LOCAL: Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO)

ÁRBITRO: Rafael Traci

ASSISTENTES: Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaun (trio do Paraná)

CARTÕES AMARELOS: Everaldo (Atlético-GO); Ramon, Yago e Rafaelson (Vitória);

*A Tarde
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s